D&R cria o Grupo de Estudos América Central (GEAC)

Comumente negligenciado por boa parte da investigação acadêmica das ciências sociais, entre o hegemônico Norte e o promissor Sul do vasto continente americano, está o Centro, a chamada América Central, o pequeno istmo geográfico, conformada por sete Estados e quase 50 milhões de habitantes.

Trata-se de uma região marcada por uma alta complexidade histórica e difusos processos contemporâneos de relações sociopolíticas. A América Central, de povos cujas raízes culturais diversas e profundas remontam às civilizações pré-colombianas Maias, foi singularmente afetada pelo encontro colonial e é particularmente abalizada por processos recentes de ingerências políticas externas que a levaram a ser caracterizada como um espaço de convulsão social.

Em âmbito mundial, a região centro-americana foi foco de atenção de uma geração de acadêmicos concentrados em problemas relacionados principalmente com as causas e consequências dos conflitos armados e dos desafios da transição a democracia. Hoje, contudo, para os centro-americanistas existem diferentes interesses sociopolíticos na região que perpassam velhos desafios e novos problemas (tais como migrações, violência, narcotráfico e crime organizado, memória historia, desenvolvimento econômico, espaço urbano, relações internacionais) e motivam a abertura do debate sobre o estado atual da pesquisa sobre a América Central, sobre os problemas, teorias, métodos e respostas que podemos ter diante da conjuntura da região mais de duas décadas dos acordos de paz, determinantes nas identidades nos países que a conformam.

Com o entendimento de que as ciências sociais no Brasil ainda tem a enorme tarefa de conhecer e compreender o entorno geopolítico latino-americano, em particular a América Central, o GEAC, ligado ao Núcleo de Estudos e Pesquisas Regionais e do Desenvolvimento (D&R), do programa de pós-graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), quer fortalecer a pesquisa teórica e empiricamente informada pela perspectiva regional, através da busca da formação de um corpo de conhecimento de diversas disciplinas e procedências relacionados ao istmo.

Faz-se assim uma iniciativa pioneira na universidade brasileira ao se instituir um espaço institucional, ainda que pequeno, de discussão e reflexão específicas de temas centro-americanos que se espera possa contribuir para o intercambio acadêmico-cientifico, vínculos e atividades de pesquisa com instituições de outras partes do mundo com interesses semelhantes, principalmente as da própria região centro-americana. Dessa forma tem-se como finalidade estudar e aprofundar o conhecimento e a análise das estruturas e problemas sociopolíticos, dos povos, das expressões culturais, das identidades, da inserção internacional e do desenvolvimento das sociedades que conformam o espaço humano e político da América Central.

Encontros
Quinzenais, a partir de 22 de julho, sempre às 14h, no 14° andar do CFCH-UFPE.

Mais informações e contato: http://www.facebook.com/geac.ufpe

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s