D&R cria o Grupo de Estudos Subalternos, Periféricos e Emergentes (GESPE)

Nas últimas décadas o conjunto de crises (ecológica, econômica, cultural) fez evidente a necessidade de um esforço coletivo para reorientar as reflexões teóricas das sociedades sobre si mesmas. Nesse contexto, inseriram-se projetos teóricos tidos como alternativos, conhecidos como subalternos, pós-coloniais e de-coloniais, que passaram a ser identificados também com o rótulo de teorias do sul.

Presente em todos esses projetos está o próprio encontro colonial. Este encontro não é apenas o momento de conquista, mas implica também a constituição da sociedade colonial, a transformação de relações sociais sob o poder colonial, as lutas pela descolonização, a instalação de novas relações de dependência, e as lutas para aprofundar ou desafiar essa dependência.

Uma teoria social e pesquisa empírica, portanto, focada no chamado Sul global, é, dessa forma, fundamentalmente preocupada com as transformações da sociedade e do conhecimento no mundo colonizado.
Com o entendimento de que é relevante acompanhar e realizar una leitura crítica dessas teorias e das pesquisas empíricas que as envolvem ou utilizam, bem como produzir reflexão a partir dessa perspectiva, o Núcleo de Estudos e Pesquisas Regionais e do Desenvolvimento (D&R), do programa de pós-graduação em Ciência Política da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), estabeleceu o Grupo de Estudos Subalternos, Periféricos e Emergentes” (GESPE).

A ideia é discutir aspectos subjacentes aos modos imperantes de validar o conhecimento científico, debater como ele está sendo pensando e produzido desde América Latina, particularmente, além da África e Ásia. Pretende ainda articular eventos acadêmicos, publicações, intercâmbios e formações de redes, criando, assim, um corpo de trabalho empírico e teórico que abordem diversos temas de Política, Economia e Sociologia sobre, e que afetam, essas regiões/países do Eixo Sul.

Fruto do processo de rearticulação do NúcleoD&R, estabelecido a partir do Seminário “Relações Sul-Sul e Perspectivas do Desenvolvimento”(em julho de 2013), o GESPE quer também valorizar e aproximar a pesquisa feita desde aqui com o mundo, de forma a contribuir e incidir sobre transformações sociais que reduzam as assimetrias de desenvolvimento e aumente o bem-estar das nossas populações – papel que também entendemos como parte da pesquisa acadêmica.

Encontros:
Quinzenais, a partir de 2 de agosto, às 14h30, na sala do Núcleo D&R, 14º andar do CFCH da UFPE

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s